Curso de Tecnologia em Logística

O curso Superior de Tecnologia em Logística encontra justificativa no fato de possuir uma abordagem de natureza humanística que promove uma visão crítica da realidade contemporânea e um entendimento dos contextos onde a respectiva área de conhecimento se insere. Promove o estudo teórico das possibilidades de atuação da profissão por intermédio de atividades que incentivem a leitura, a escrita e a comunicação, para que o educando adquira um espírito investigativo e instrumental de trabalho.
A FACULDADE SANTANA vem se atualizando para responder as novas demandas do mercado. E foi dentro desta perspectiva que desenvolveu e oferece à sociedade este Curso Superior de Tecnologia em Logística, partindo da premissa de que a educação deve ser o elo entre a formação profissional e as demandas exigidas pela sociedade, este curso está fundamentado na perspectiva de uma atuação profissional diversificada, cujo princípio norteador é o entendimento da educação tecnológica como atividade possibilitadora de integração entre o saber e o homem.
Portanto, torna-se assim fundamental a articulação entre as atividades do curso, cujo objetivo estratégico é formar pessoas capazes de intervir no desenvolvimento econômico e social e na melhoria das condições de vida de sua região e país, bem como profissionais que atendam às demandas do setor produtivo onde sua profissão se insere. Para isto, é necessário enfatizar a formação ética e a reflexão crítica.
O Curso Superior de Tecnologia em Logística visa à formação de profissionais aptos a desenvolver, de forma plena e inovadora, atividades na área de operações logísticas. Além disso, propõem-se a formar cidadãos responsáveis, profissionais críticos, atuantes e capazes de contribuir para o desenvolvimento local, regional e nacional; ampliar a percepção do homem como ser humano e cidadão. Também é mister a compreensão de novas perspectivas socioculturais a partir da sua articulação com a cultura e a sociedade brasileiras, tendo em vista o crescimento das ligações entre os povos, o desenvolvimento científico e tecnológico e a ampliação dos sistemas de comunicação.
Portanto, o Curso Superior de Tecnologia em Logística pretende constituir-se como lugar de reflexão e fonte de conhecimento que leve o aluno a observar e a experimentar as mais diversas manifestações das competências humanas e como local de aquisição de conhecimento e habilitação profissional, por meio de disciplinas que ofereçam teoria, técnica e prática, bem como conteúdos atualizados, adaptados constantemente às necessidades sócio-político-culturais e como espaço de iniciação à prática de trabalhos científicos e de incentivo às práticas investigativas.
Assim, por meio da relação entre teoria e prática do trabalho acadêmico, esse projeto busca garantir ao futuro profissional desta área de conhecimento os conteúdos necessários para uma formação específica e aprofundada, além de lhe proporcionar uma visão integrada do processo de educar e possibilitar o seu pleno desenvolvimento intelectual.
É importante ressaltar, ainda, que, por tratar o ensino, a aprendizagem e a prática investigativa como processos dinâmicos, esta proposta estará sujeita a permanentes atualizações, sempre que a reflexão teórico-metodológica determinar correções de rumo.

OBJETIVO GERAL


Formar profissionais capazes de administrar e assessorar empresas na estruturação e gerenciamento das políticas e práticas pertinentes aos subsistemas da Logística.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS


Formar profissionais capacitados a participar das mudanças tecnológicas, do processo de globalização de mercados e administrar o impacto das demandas decorrentes dos mesmos.

Formar profissionais comprometidos com as relações humanas, éticas, sociais, econômicas de uma organização, capazes de viabilizar soluções para problemas que afetam o desenvolvimento da mesma.

Formar profissionais capazes de desenvolver pesquisas e assessorar projetos.

Formar profissionais capazes de empregar o conjunto de competências e habilidades provenientes dos saberes e conhecimentos implícitos nesta área de formação.

Assegurar aos seus alunos capacitação técnica e profissional, dinâmica e atualizada, despertando-lhes o interesse pela profissão e oferecendo-lhes uma formação voltada primordialmente à qualidade dos produtos desenvolvidos e dos serviços prestados.

Desenvolver junto aos alunos um raciocínio crítico, analítico e lógico que possa ser utilizado na formulação de soluções para problemas práticos e reais do mercado de trabalho.

Fornecer ao aluno o embasamento necessário à versatilidade para autoadaptação às mudanças que venham a ocorrer durante o desempenho de suas atividades profissionais, devido às constantes transformações existentes em nossa sociedade e nas práticas da logística.

Avaliar os impactos sociais, econômicos e ambientais resultantes da produção, gestão e incorporação de novas tecnologias.

Estimular no Corpo Discente a fundamentação de uma visão empreendedora que possa produzir, entre outros objetivos, a geração de novas possibilidades de trabalho e, conseqüentemente, de renda.



Perfil esperado do egresso

As competências para os egressos do Curso Superior de Tecnologia em Logística da FACULDADE SANT’ANA derivam da definição de competência profissional, descrita na Resolução CNE/CP3 de 18 de dezembro de 2002, que aponta para a mobilização, articulação e aplicação dos conhecimentos, habilidades, atitudes e valores exigidos para os tecnólogos. O Tecnólogo em Logística deverá, sobretudo, desenvolver as seguintes competências profissionais:

•Entender o meio social, político, econômico e cultural onde está inserido, para que possa tomar decisões em um mundo diversificado e interdependente.

•Gerenciar a área de Logística das organizações em consonância com as demandas mundiais, nacionais e regionais.

•Conhecer diferentes tecnologias empregadas para o gerenciamento das práticas desenvolvidas pela área de Logística.

•Compreender as mudanças na organização e relações de trabalho e suas implicações na estruturação das tecnologias e práticas de Logística.

•Empreender, sendo capaz de coordenar, organizar, decidir, executar e avaliar atividades relacionadas aos processos da Logística.

•Implementar estratégias tecnológicas e práticas nos processos de intervenção e avaliar os resultados alcançados.

•Compreender a cultura, valores e clima organizacional considerando-os na implementação das práticas da Logística.

•Realizar diagnóstico, projetos logísticos e condução e execução do mesmo, a fim de alcançar os objetivos da organização.
•Estruturar sistemas de cadeias de distribuição, delineando as estruturas, e seu desenvolvimento, de maneira a otimizar os processos de abastecimento.

•Estruturar sistemas de logística com foco aos serviços para o cliente.

•Elaborar processos de pedidos e sistemas de informação.

•Conceber estratégias de transporte no território nacional e internacional.

•Desenvolver estratégias e sistemas de estoque e manuseios de cargas.

•Estruturar, gerenciar e operacionalizar a cadeia de suprimentos.

•Analisar e combinar as atividades chaves e de suporte da logística, como gerenciamento, comunicação, transporte, armazenamento, compras, distribuição, serviços prestados para o cliente, embalagens, unitização de cargas e localização de infra-estruturas logísticas, com o objetivo de minimizar o tempo demandado nas operações e otimizar o ciclo entre a produção pelos fornecedores e consumo pelos clientes.

•Entender a necessidade do contínuo aperfeiçoamento profissional e do desenvolvimento da autoconfiança.

•Atuar em equipes multidisciplinares, buscando objetivos comuns entre os integrantes e promovendo um ambiente produtivo e empreendedor.

•Utilizar técnicas existentes no desenvolvimento de ações na área de logística.



Matriz curricular

Click aqui para abrir o documento para impressão


Corpo Docente

Ademir Mazer Junior
Amauri de Almeida
Ana Caroline Dzulinski
Ângela Maria Rosa
Balduir Carletto
Daniely Dias Pacheco
Dyego Emanuel Giebeluka Quadros
Guilherme de Oliveira Feitosa
Isabel Marcia Rodrigues
Julio Cesar Stadler
Julio Cezar Belcari
Lincoln Cesar Ferreira
Luciana Delezuk Inglez Gomes
Lucio Mauro Braga Machado
Maurício Wisniewski
Mayara Cristina Ghedini da Silva
Oswaldo Gomes Junior
Paulo Fernando Zaratini Oliveira e Silva
Wanderley Costa Junior



Regulamento das Atividades Complementares

Click aqui para ver o regulamento


Regulamento de Estágio

Click aqui para ver o regulamento


Estágio Curricular

Click aqui para saber mais...


Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso

Click aqui para ver o regulamento


Autorização do Curso

Portaria n. 180 de 8 de Maio de 2013



Mensalidade

Valores para 2017

Valor planilha: R$ 1.050,00
Valor com bonificação para o pagamento até o dia 20 de cada mês: R$ 560,00



Horário de aulas 2017/2

Click aqui para acessar os horários


Glossário descomplicado de Logística

Click aqui...


Periódicos online

Revista Tecnologística
Revista Ingepro - Inovação - Gestão e Produção
Revista de Adminstração de Empresas - RAE - Eletronica
Revista de Adminstração - RAUSP - Eletronica
Revista Eletronica de Adminstração
Revista de Gestão - REGE
IX Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia
IX Congresso Nacional de Excelência
Revista Produção
Revista Produção Online
Revista GEINTEC - GESTÃO, INOVAÇÃO E TECNOLOGIAS
Revista CNT Transporte Atual



IGC – Curso Superior de Tecnologia em Logística NOTA 4

O Curso Superior de Tecnologia em Logística (FACULDADE SANT’ANA) está com conceito ‘4‘ no Índice Geral de Cursos (IGC), divulgado nesta quarta-feira (08/03), pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC).
O IGC leva em consideração o desempenho dos estudantes, a infraestrutura, formação dos professores e ainda indicadores da pós-graduação. O conceito vai de ‘1’ a ‘5’.
Além do IGC, o Inep divulgou também o denominado Conceito Preliminar de Curso (CPC). Esse índice é calculado com base principalmente no desempenho dos acadêmicos no Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes), nos dados obtidos por meio do questionário do estudante e nos dados dos professores obtidos no Censo da Educação Superior. São considerados por exemplo, o número de mestres e doutores na instituição, bem como as condições de trabalho.
Em 2015 foram avaliados 8.121 cursos de 2.109 instituições de ensino. Foram inscritos 549.487 concluintes e 447.056 participaram da avaliação. O Curso Superior de Tecnologia em Logística foi avaliado e ficou na faixa do conceito ‘4’.
Além das provas do Enade, os estudantes respondem a um questionário sobre condições socioeconômicas, sobre o curso e a instituição. O questionário contém, por exemplo, questões sobre infraestrutura e condições de ensino e aprendizagem. Tanto as provas do Enade quanto o questionário são obrigatórios para os concluintes dos cursos avaliados.
Parabenizamos a todos os envolvidos, Direção, Equipe Administrativa, Professores, Alunos, pela brilhante conquista, confirmando desta maneira nosso propósito em proporcionar um ensino de excelência e uma educação de qualidade.
Balduir Carletto
Coordenação Curso Superior de Tecnologia em Logística