ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO: QUANDO INICIAR O PROCESSO DE ENSINO DA LEITURA E DA ESCRITA?

Franciane Braga Machado Gonçalves, Karina Durau

Resumo


O presente artigo se constitui em um estudo bibliográfico e reflexivo sobre o ensino da leitura e da escrita na escola, buscando esclarecer em que momento esse processo de ensino se inicia. Para chegar a essa discussão, buscou-se uma reflexão sobre as especificidades da infância e um breve histórico sobre a criação das instituições que atendem a esse público. O estudo bibliográfico tem o referencial teórico organizado a partir das contribuições de Kramer (1987); Postman (1999);Moreira (2010); Saveli (2003); dentre outros. As considerações finais desse trabalho reforçam a constatação da importância de a escola oportunizar, a partir da organização do seu trabalho pedagógico, situações de ensino significativas que viabilizem o aprendizado da leitura e da escrita pelos alunos desde a Educação Infantil.

Texto completo:

PDF

Referências


ABAURRE, M. B. M.; FIAD, R. S.; MAYRINK-SABINSON, M. L. T. (Org.). Estilo e gênero na aquisição da escrita. Campinas: Komedi, 2003.

ABAURRE, Maria Bernadete Marques. Cenas de aquisição da escrita: O sujeito e o trabalho com o texto. Campinas, SP: Associação de leituras do Brasil (ALB): Ed. Mercado de Letras, 1997.

ALMEIDA, G. P. de. Prática de leitura para neoleitores. Curitiba: Pró-Infantil, 2008

ALMEIDA, Geraldo Peçanha de. Dificuldades de aprendizagem em leitura e escrita. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2010.

BERENBLUM, Andréa. Por uma política de formação de leitores. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2009.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Língua Portuguesa. Brasília, 1997. Disponível em: acesso em 27 de maio de 2017.

BRASLAVSKY, B. ¿Primeras letras o primeras lecturas? Una introducción a la Alfabetización Temprana. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2004.

BRASLAVSKY, B. Enseñar a entender lo que se lee.Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2005.

COLEHO, Nelly Novaes. Literatura infantil: teoria, análise didática. São Paulo: Moderna, 2000.

CORSINO, P. As crianças de seis anos e as áreas do conhecimento. IN: BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Ensino fundamental de nove anos: orientações para a inclusão da criança de seis anos de idade. Brasília, DF,2006

FERREIRO, E. y GÓMEZ PALACIOS, M. Nuevas perspectivas sobre los procesos de lectura y escritura. Méjico: Siglo Veintiuno Editores, 1984.

FERREIRO, E. y TEBEROSKY, A. Los sistemas de escritura en el desarrollo del niño. Méjico: Siglo Veintiuno Editores, 1985.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. São Paulo: Autores Associados: Cortez, 1987.

KRAMER. S. A política do pré-escolar no Brasil: a arte do disfarce. Rio de Janeiro: Dois pontos, 1987

KRAMER, S. A infância e sua singularidade IN: BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Ensino fundamental de nove anos: orientações para a inclusão da criança de seis anos de idade. Brasília, DF,2006

KRAMER, Sonia. Alfabetização, leitura e escrita – formação de professores em curso. São Paulo: Ática, 2010.

KUHLMANN Jr, M. Infância e educação infantil: uma abordagem histórica. Porto Alegre: Mediação,1998

MAIA, Joseane. Literatura na formação de leitores e professores. São Paulo: Paulinas, 2007.

MIRANDA, Marília G. O processo de socialização na escola: a evolução da condição social da criança. In:LANE, S. T. M. e CODO, W. Psicologia social: o homem em movimento. 8.ed. São Paulo: Brasiliense, 1989, p. 125-135.

MOREIRA, Ivanilde. Fracasso escolar e interação professor-aluno. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2010.

NASCIMENTO, A. M. do. A infância na escola e na vida, uma relação fundamental IN: BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Ensino fundamental de nove anos: orientações para a inclusão da criança de seis anos de idade. Brasília, DF,2006

RIBEIRO, Márcia Lúcia Miranda. Alfabetização e seus métodos. 2013 Disponível em: Acesso em 12 de junho de 2017.

SAVELI, Esméria de Lourdes. Literatura na escola: as representações e as práticas de professores. Curitiba: Fortun e Granchelli, 2003.

SILVA, Vera Maria Tietzmann. Literatura infantil brasileira: um guia para professores e promotores de leitura. Goiânia: Cânone Editorial, 2009.

SMOLKA, B. Luíza Ana. Leitura e desenvolvimento da linguagem. Porto Alegre/RS: Mercado Aberto,1989.

SOARES, M. B. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte: Autêntica, 1998.

SOARES, M. Letramento e alfabetização: as muitas facetas.Revista Brasileira de Educação.n. 25, Jan/Fev/Mar/Abr, 2004

SOBRINO, Javier García. A criança e o livro: a aventura de ler. Portugal: Porto Editora, LDA, 2000.

SOLÉ, Isabel. Estratégias de leitura. Porto Alegre: Artmed, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.