EXERCÍCIO FÍSICO NA REABILITAÇÃO DE DEPENDENTES QUÍMICOS

Daniel Dias Rodrigues, Rogger Gomes Safraide, Talirian Angiellen de Faria, Mayara de Fatima Vicente

Resumo


As substâncias psicoativas estão cada vez mais sendo usadas na sociedade, devido a seus efeitos. Estas substâncias são aquelas que causam alteração no humor do usuário, retardando ou acelerando o funcionamento do cérebro e consequentemente causam certo “vício”, que pode levar a morte. Simões (2008) diz, psicoativo é um dos termos utilizados para substâncias que afetam aspectos relacionados à consciência, humor e sentimento de quem as usa. Várias terapias são utilizadas para diminuir a dependência dos usuários. Uma delas é o exercício físico, que auxilia no tratamento e quando realizado regularmente traz certos estímulos ao organismo. A hipótese desta pesquisa é que o exercício físico pode ser considerado como uma terapia complementar, sendo uma forma de tratamento para o dependente químico, reduzindo sua vontade de buscar a substância e assim melhorar sua saúde.

Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, Helena Maria Tannhauser, DALPRÁ, Waleska Lissa. Medicina e Drogas de Abuso. In: FERNANDES, Simone et al. Abordagem multidisciplinar da dependência química. São Paulo: Santos, 2013. p 73-87.

BENCHAYA, Mariana Canellas; BISCH, Nádia Krubskaya. Fatores Preditores e Uso de Substâncias Psicoativas. In: FERNANDES, Simone et al. Abordagem multidisciplinar da dependência química. São Paulo: Santos, 2013. p 11-122.

CICONELLI, Rosana Mesquita et al. Tradução para língua portuguesa e validação do questionário genérico de qualidade de vida SF-36 (Brasil SF-36). Rv. Bras Reumatol, v. 39 , n. 3. p. 143-150, 1999.

DIEHL, Alessandra; CORDEIRO, Daniel Cruz; LARANJEIRA, Ronaldo. Dependência Química: prevenção, tratamento e políticas públicas. Porto Alegre: Artmed, 2011. 528 p.

FEBRACT – Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas. Comunidades Terapêuticas.

FONSECA, Vilma Aparecida da Silva, LEMOS, Tadeu. Farmacologia na Dependência Química. In: DIEHL, Alessandra, CORDEIRO, Daniel Cruz, LARANJEIRA, Ronaldo (Coords). Dependência Química: prevenção, tratamento e políticas públicas. Porto Alegre: Artmed, 2011. p 25-34.

POLITO, Marcos Doederlein; CASONATTO, Juliano. Fundamentos em prescrição de exercícios físicos. In: RASO, Vagner; GREVE, Julia Maria D’Andrea; POLITO, Marcos Doederlein. Pollock: Fisiologia clínica do exercício. São Paulo: Manole, 2013. p 1-10.

SOUZA, Ivelise Machado; MARTINEZ, Humberto Carlos Siles; DIEHL, Alessandra. Terapias complementares ne dependência química. In: DIEHL, Alessandra, CORDEIRO, Daniel Cruz, LARANJEIRA, Ronaldo. Dependência Química: prevenção, tratamento e políticas públicas. Porto Alegre: Artmed, 2011.

TENGAN, Moníca Sumie. Programas de atividade físicas no tratamento da dependência química em instituições de saúde de Campinas-SP. 2011. 39 f. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso) – Universidade Estadual de Campinas, São Paulo.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.