O PESSIMISMO SCHOPENHAUERIANO NA POESIA DE AUGUSTO DOS ANJOS

Willian Vicente Besten, Matheus do Espírito Santo, Leonardo Pawlak Raimundo, Lília Schainiuka Heil

Resumo


A poética de Augusto dos Anjos é conhecida por seu pessimismo trágico. Os conceitos de dor e sofrimento propostos pela filosofia schopenhaueriana são notáveis nos escritos do poeta. Em “versos íntimos”, tais conceitos auxiliam na analítica do poema, assim, colaborando para que o diálogo entre poesia e filosofia ocorra de maneira produtiva. Portanto, nesse trabalho, busca-se analisar um poema de Augusto dos Anjos, relacionando aos conceitos de dor e sofrimento da Filosofia de Arthur Schopenhauer.

Texto completo:

PDF

Referências


ANJOS, Augusto. Eu e outras poesias. 4. ed. São Paulo : Martin Claret, 2012. p 94 – 95.

MONTEIRO, Fernando. 10 lições sobre Schopenhauer. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2014. 70 p.

OLIVEIRA, André Eustáquio Melo. A importância da música na filosofia de Arthur Schopenhauer. Metavnoia, São João del-Rei, n. 5, p.85-94, jul. 2003.

SCHOPENHAUER, Arthur. As dores do mundo. São Paulo: Edipro, 2014. 135 p.

VASCONSELOS, Montgomery José. Apresentação. In: RIO, Nilce Rangel. A poética carnavalizada de Augusto dos Anjos. São Paulo: Annablume. p 9-12. Disponível em:< https://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&lr=&id=l-JKThiL5ioC&oi=fnd&pg=PA13&dq=eu+augusto+dos+anjos&ots=yG-oOXuyuD&sig=YNqorG443N95PUyLLdlIbUgMCo8#v=onepage&q=eu%20augusto%20dos%20anjos&f=false>. Acesso em: 20 nov 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.