O JOGO E A BRINCADEIRA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA PERSPECTIVA DE INCLUSÃO E APRENDIZAGEM PARA A CRIANÇA SURDA

Vanessa Dias dos Santos, Analia Maria de Fátima Costa

Resumo


A presente pesquisa teve como objetivo analisar as contribuições dos jogos e brincadeiras no desenvolvimento do ensino e aprendizagem da criança surda na Educação Infantil. Para tanto se levou em consideração o relato obtido por meio de um questionário, de duas professoras (uma professora regente de classe e uma professora tutora) do Infantil IV da Educação Infantil, de uma escola pública de ensino, na cidade de Ponta Grossa- Pr. Nesta sala de aula havia um aluno surdo regularmente matriculado. Em relação à opção metodológica foi realizada uma pesquisa de cunho qualitativa, com fundamentação teórica embasada nos principais autores: Fernandes (2011), Mazzotta (2005), Nascimento (2011), Kishimoto (2011), Teixeira (2010). A pesquisa apontou que a introdução dos jogos e brincadeiras utilizados como recurso metodológico em sala de aula, contribuem de forma relevante no processo de ensino e aprendizagem tanto da criança ouvinte como, da criança surda.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL, Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm . Acesso em: 04 outubro/ 2016.

______, Decreto nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999. Regulamenta a Lei no 7.853, de 24 de outubro de 1989, dispõe sobre a Política Nacional para a Integração da Pessoa Portadora de Deficiência, consolida as normas de proteção, e dá outras providências. Disponível em : http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/d3298.htm

______, Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5626.htm. Acesso em: 04 outubro/ 2016.

______, Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/L10436.htm. Acesso em: 04 outubro/ 2016.

______, Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm . Acesso em: 04 outubro/ 2016.

BRASIL, Ministério da Educação. Declaração de Salamanca.1994. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf. Acesso em: 04 outubro/ 2016.

______, Ministério da Educação. Formação de Professores a distancia de professores para o Atendimento Educacional Especializado. SEESP / SEED / MEC Brasília, 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/aee_ead.pdf. Acesso em: 04 outubro/ 2016.

______, Ministério da Educação. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf . Acesso em: 19 agosto/ 201.

______., Ministério da Educação. Referencial curricular nacional para a educação infantil / Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998. 3v.: il. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/rcnei_vol1.pdf . Acesso em 04 outubro/ 2016.

DIEHL, Rosilene Morais. Jogando com as diferenças. Ed. Aphorte. São Paulo, 2008.

DIZEUI, Liliane Correia Toscano de Brito; CAPORALIII, Sueli Aparecida. A língua de sinais constituindo o surdo como sujeito. Educ. Soc. vol.26 n.91 p. 583-597, Campinas, maio/agosto, 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302005000200014 Acesso em: 03 março/ 2016

FERNANDES, Sueli. Fundamentos para Educação Especial. 2.ed ver. e atual. Curitiba:Ibpex, 2011.

GIRARD, Jeanne Me. L’Éducation de la Petite Enfance. Paris: Liberarie Armand Colin, 1908.

GÓES, M.C.R. Linguagem,surdes e educação. Campinas: Autores Associados, 2012.

______. Linguagens e o funcionamento imaginário no brincar da criança surda. Relatório CNPQ, 1997

KISHIMOTO, Tizuko M. Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação; 14. Ed. – São Paulo: Cortez, 2011.

______. O jogo e a educação infantil. São Paulo:CengageOLearning, 2011.

LEAL, L.; ABUQUERQUE, E.; LEITE, T. Jogos: alternativas didáticas para brincar alfabetizando (ou alfabetizando brincando?), 1ª Ed. Autêntica, Belo Horizonte, 2005.

MARINHO, Maria Eugênia M. ET AL. Brincadeiras e jogos por criança surda: um estudo de caso. Caderno de Trabalhos de Conclusão de Curso. UFP V:2 Disponível em: http://www.lematec.net/CDS/TCCV2/CD/artigos/oliveiramarinho.pdf. Acesso em 26 outubro/ 2015.

MATTOS, Gerlado. Dicionário Junior da Língua Portuguesa. São Paulo : FDT, 1996.

MAZZOTTA, Marcos José Silveira. Educação Especial no Brasil: História e politicas publicas. 5.ed. São Paulo: Cortez, 2005.

MELO, Luciana; VALLE, Elizabeth. O brinquedo e o brincar no desenvolvimento infantil. Psicologia Argumento, Curitiba, v. 23, n. 40, p. 43-48, jan./mar. 2005.

NASCIMENTO, Benedita Araujo, TOMAZ, Carina Aparecida, et al. A importância do brincar para a aprendizagem significativa da criança surda. Revista eletrônica do Curso de Pedagogia da PUC MINAS, v. 3, n. 1, 2011. Disponível em: http://periodicos.pucminas.br/index.php/pedagogiacao/article/view/5521. Acesso em: 03 março/2016

ROLIM, Amanda Alencar Machado et al.Uma leitura de Vygotsky sobre o brincar na aprendizagem e no desenvolvimento infantil.Rev. Humanidades, Fortaleza, v. 23, n. 2, p. 176-180, jul./dez. 2008. Disponível em: http://brincarbrincando.pbworks.com/f/brincar%20_vygotsky.pdf . Acesso em: 09 outubro/ 2015.

SANTOS, Domitilia Luiza da Silva. A importância do lúdico para o desenvolvimento de crianças surdas. Portal educação. Disponível em: http://www.portaleducacao.com.br/educacao/artigos/43413/a-importancia-do-ludico-para-o-desenvolvimento-de-criancas-surdas#!3. Acesso em 18 fevereiro/ 2016

SANTOS, Santa Marli Pires dos. O brincar na escola: metodologia lúdico-vivencial, coletânea de jogos, brinquedos e dinâmicas. 3. Ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

SILVA, Daniele Nunes Henrique. Como brincam as crianças surdas. São Paulo: Plexus Editora, 2002.

TEIXEIRA, Sirlãndia Reis de Oliveira. Jogos, brinquedos, brincadeiras e brinquedoteca: implicações no processo de aprendizagem e desenvolvimento. Rio de Janeiro: Wak. Ed. 2010. 136p.

UNESCO. Jomtien. Declaração Mundial sobre Educação para Todos: satisfação das necessidades básicas de aprendizagem. 1998. Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0008/000862/086291por.pdf . Acesso em 16 outubro/ 2016

VYGOSTKY. L. S. A formação social da mente. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

______. Pensamento e linguagem. Trad. M. Resende, Lisboa, Antídoto, 1979. A formação social da mente. Trad. José Apolla Neto et al. São Paulo, Livraria Martins Fontes, 1984.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.