CONTRIBUIÇÃO DO PSICÓLOGO PARA A REDUÇÃO DO ABSENTEÍSMO

Peterson Fogaça dos Santos, Sandra Mara Dias Pedroso

Resumo


Este trabalho apresenta as possibilidades de contribuição do profissional psicólogo dentro do contexto organizacional quanto ao enfrentamento do absenteísmo. A questão, constitui-se em um novo desafio ao trabalho do psicólogo nas organizações. Através de pesquisa bibliográfica, organizou-se o conceito de absenteísmo, suas causas e as formas de atuação do profissional da psicologia para o enfrentamento desse fenômeno. Esse trabalho teve como principal intuito verificar as causas que provocam o absenteísmo e as possíveis ferramentas que podem ser usadas no enfrentamento do mesmo. Sabe-se que o campo de atuação do psicólogo na empresa não se resume apenas a tarefas de recrutamento e seleção de pessoal, treinamentos, avaliações de desempenho, dentre outras atividades designadas à área de recursos humanos. Ele é mais amplo e estende-se a tarefas que estão ligadas particularmente ao trabalhador, na busca de estimular constantemente a integração do indivíduo na organização, fazendo com que se sinta bem no ambiente no qual exerce sua tarefa e, com isso, aumentando a produtividade da empresa. As ferramentas enfatizadas, neste estudo, para o enfrentamento ao absenteísmo foram: desenvolvimento da comunicação, a saúde ocupacional, a motivação e o programa de qualidade de vida no trabalho.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Lilian Fernanda; OZAKI, Yaeko. Em busca da gestão estratégica da rotatividade de pessoal: estudo realizado na empresa A. Rela S/A. Revista de Ciências Gerenciais, v. 13, n. 18, p. 163-176, 2015.

ARAÚJO, Romilda Ramos de; SACHUK, Maria Iolanda. Os sentidos do trabalho e suas implicações na formação dos indivíduos inseridos nas organizações contemporâneas. REGE. Revista de Gestão, v. 14, n. 1, p. 53, 2007.

AZEVEDO, Beatriz Marcondes de; BOLOME, Sílvio Paulo. Psicólogo organizacional: aplicador de técnicas e procedimentos ou agente de mudanças e de intervenção nos processos decisórios organizacionais. Rev. Psicol., Organ. Trab. [online]. 2001. BASTOS, A. V. B. (2003). Psicologia organizacional e do trabalho: que respostas estamos dando aos desafios contemporâneos da sociedade brasileira. In O. H. Yamamoto, & V. V. Gouveia (Orgs.), Construindo a psicologia brasileira: desafios da ciência e prática psicológica (pp. 139-166). São Paulo: Casa do Psicólogo. BISPO, Carlos Alberto Ferreira. Um novo modelo de pesquisa de clima organizacional. Prod., Ago 2006, vol.16, no.2, p.258-273.

BRASIL. Lei n.8.213/91, de 24 de julho de 1991. Dispõe sobre os planos de benefícios da Previdência Social e dá outras providências. Brasília (DF), 1991

CALHEIROS, Paulo Renato Vitória; RODRIGUES, Emanuelly Cristiny Vieira. Psicologia organizacional e as ferramentas usadas no enfrentamento do absenteísmo. Revista de Psicologia da IMED, v. 2, n. 2, p. 433-440, 2010.

CAMPOS, Keli Cristina de Lara; DUARTE, Camila; CEZAR, Érica de Oliveira and PEREIRA, Geruza Oliveira de Aquino. Psicologia organizacional e do trabalho - retrato da produção científica na última década. Psicol. cienc. prof. [online]. 2011, vol.31, n.4, pp.702-717.

CAXITO, Fabiano de Andrade. Recrutamento e seleção de pessoas. IESDE BRASIL SA, 2008.

CODO, Wanderley. Por Uma Psicologia Do Trabalho: Ensaios. Casa do Psicólogo, 2006.

CHIAVENATO, I. Comportamento Organizacional: a dinâmica do sucesso das organizações. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. FONSECA, João José Saraiva da. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, p. 65-75, 2002.

JACQUES, Maria da Graça et al. O nexo causal em saúde/doença mental no trabalho: uma demanda para a psicologia. Psicologia & Sociedade, v. 19, n. 1, p. 112-119, 2007.

KIENEN, Nádia; WOLFF, Sabrina. Administrar comportamento humano em contextos organizacionais. Revista Psicologia Organizações e Trabalho, v. 2, n. 2, p. 11-37, 2002.

LACERDA, Érika Rodrigues Magalhães; ABBAD, Gardênia. Impacto do treinamento no trabalho: investigando variáveis motivacionais e organizacionais como suas preditoras. Rev. adm. contemp. [online]. 2003, vol.7, n.4, pp.77-96. LEÃO, Luís Henrique da Costa. Psicologia do Trabalho: aspectos históricos, abordagens e desafios atuais. ECOS-Estudos Contemporâneos da Subjetividade, v. 2, n. 2, p. 291-305, 2012. MACHADO, Lucio Mauro Braga. Manual para elaboração de trabalhos acadêmicos. Ponta Grossa: IESSA, 2011. MIGUEL, C. F.; DELITTI, M. Uma introdução ao gerenciamento comportamental de organizações. Sobre comportamento e cognição, v. 2, p. 277-287, 2001.

MORAES, Gilson et al. Desenvolvimento de um modelo para o levantamento de necessidades de treinamento e desenvolvimento de recursos humanos. 2002.

MORETTI, Silvinha; TREICHEL, Adriana. Qualidade de vida no trabalho x auto-realização humana. Revista Leonardo pós-Órgão de Divulgação Científica e Cultural do ICPG, Blumenau, v. 1, n. 3, p. 73-80, 2003.

MORGAN, Gareth; BERGAMINI, Cecília Whitaker; CODA, Roberto. Imagens da organização. São Paulo: Atlas, 1996.

MUCHINSKY, P. M. Psicologia Organizacional. 7. ed. São Paulo: Pioneiira Thomson, 2004.

PISSININ, Francieli Comora. Estudo sobre o impacto do absenteísmo na produtividade de um frigorífico. 2013.

SILVA, D.M.P.P.da; MARZIALE, M.H.P. Absenteísmo de trabalhadores de enfermagem em um hospital universitário. Rev.latino-am.enfermagem, Ribeirão Preto, v. 8, n. 5, p. 44-51, outubro 2000.

SOUZA, Almaisa; YONAMINE, Juliana Silva Garcia. Os impactos de um programa de sugestão de melhorias para a lucratividade do negócio e motivação dos funcionários: Um estudo de caso. XXII Encontro Nacional de Engenharia de Produção. XXII ENEGEP- Outubro/2002, Curitiba. Disponível em: http://www. gpi. ufrj. br/pdfs/artigos/souza, v. 20, 2002.

SPECTOR, P. Psicologia nas organizações. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2010.

TONETTO, Aline Maria et al. Psicologia organizacional e do trabalho no Brasil: desenvolvimento científico contemporâneo. Psicologia & Sociedade, v. 20, n. 2, p. 165-173, 2008.

TOPPEL, Ana Paula Lemos. A gestão do conhecimento aplicada no controle do absenteísmo, 2013.

ZANELLI, José Carlos. O psicólogo nas organizações de trabalho. Porto Alegre: Artmed, 2009.

ZANELLI, J. C.; SILVA, N. Interação humana e gestão: uma compreensão introdutória da construção organizacional. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2008


Apontamentos

  • Não há apontamentos.